À luz dos subúrbios de Paris

A utopia pós-modernista vive nos subúrbios de Paris. E é genial.

Transportando-nos para o universo expressionista de «Metropolis», a obra-prima do realizador alemão Fritz Lang, Les Espaces d’ Abraxas é um espaço lindo de tão feio.

Rita Paris 3
Foto: Laurent Kronental

Edificado entre 1978 e 1983, a história deste bairro social parisiense começa como a de tantos outros banlieue da capital francesa: Para acolher a população que a grande metrópole decidiu não abrigar no seu centro, constrói-se uma cidade dormitório na periferia. Agarrando neste caderno de encargos, a dupla de arquitectos e urbanistas Ricardo Bofill e Manuel Nunez-Yanowsky criou este avassalador universo distópico e pós-apocalíptico em Noisy-le-Grand (Seine Saint-Denis).

Paris_Rita1

Claro que a estética da atmosfera de fábula futurista que nos atrai, esconde mal os sérios problemas sociais, comuns a outros tantos espaços com estas características: população idosa ou, no extremo oposto, muito jovem e desempregada; marcada pela pobreza e discriminação racial; e onde vão despontando arriscados desajustamentos económicos, étnicos e religiosos.

Os edifícios fora de escala, as monumentais fachadas (e não, aqui não se trata de uma figura de estilo), a omnipresença do betão frio e teatral e a malha urbana esmagadora, são do domínio da ficção científica e merecem a visita.

Rita_Paris_4
Foto: Laurent Kronental

Antes de começares a fazer as malas, espreita este artigo do francês «Le Monde» sobre o assunto: http://www.lemonde.fr/…/en-seine-saint-denis-les-illusions-….

Rita Martins

Boas vidas, boas viagens!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>